/ Guest Post

7 dicas para melhorar a performance da sua estratégia de marketing digital e aumentar suas vendas

Está buscando melhorar a performance da sua estratégia de marketing digital e não sabe por onde começar? Essa pode ser uma tarefa complexa, por isso é preciso ter uma estratégia bem alinhada e focada em resultados, além de atender as expectativas e as dores do seu lead.
Mas como fazer isso de maneira eficiente e de forma que aumente suas vendas? É o que vamos descobrir nesse artigo!

1 - Customize sua estratégia de marketing digital

Antes de mais nada é preciso entender os seus objetivos e quais esforços você irá fazer para conseguir o resultado esperado. Comece respondendo a seguinte pergunta: Qual orçamento a minha empresa possui para investir na sua divulgação online? Com essa resposta vêm as próximas perguntas: onde você investirá? Quais mídias usará? Qual estratégia seguirá? E de acordo com seu segmento e a sua persona, delimite em quais canais a sua comunicação será mais efetiva.

Entendeu? Para facilitar vamos a um exemplo prático: se você possui uma loja de acessórios, o Instagram seria um ótimo canal para atrair clientes, pois é uma mídia social em que o foco está nas imagens. Além disso, é possível colocar preço nos produtos que estarão nas imagens dos posts, criar stories para engajar seu público, entre outras formas de trabalho.

Vamos a outro exemplo: se o seu negócio é B2B e sua persona utiliza o LinkedIn, é lá onde você deve estar. Essa é uma mídia social de caráter profissional, onde as pessoas estão com esse intuito, diferente do Facebook, por exemplo. O principal aprendizado é “foque sempre no perfil da sua persona e em como isso ajudará você a alcançar os seus resultados”.

Não se apegue a um só canal

As mudanças de algoritmos acontecem o tempo todo e você pode ficar refém do tráfego orgânico. Recentemente o Facebook fez uma mudança em seu algoritmo que favorece as publicações de familiares e amigos e diminui o alcance de marcas e sites de notícia. Os resultados de posts orgânicos que antes já eram muito difíceis de alcançar, tornaram-se quase uma missão impossível. Por volta de apenas 3% dos usuários recebiam seus posts orgânicos, atualmente esse número caiu para apenas 1%.

Portanto, mantenha-se atualizado sempre! Além disso, tenha um domínio próprio (seu site!), pois apesar de acontecerem mudanças na internet constantemente, ele é como se fosse a sua casa e quem cria as regras é você.

Quer saber mais sobre canais de marketing digital? Não deixe de ler o artigo Os 7 principais canais do marketing digital.

Ticket médio versus ROI esperado

O ROI é o retorno sobre o investimento, ou seja, a cada 1 real investido, dependendo da qualidade da estratégia, podemos receber 3, 5, 10 reais de volta. Porém, nem sempre o que esperamos é o que recebemos, ou pelo menos não no tempo esperado. O que acontece é que leva um tempo para que o investimento gere lucros.

Leve em consideração qual o seu ticket médio presente, quanto seu cliente compra em média no seu negócio ou serviço e acompanhe essa métrica de perto, pois ela será importante para demonstrar o patamar em que está e onde chegará com as ações certas.

Por isso, alinhe suas expectativas com os resultados esperados e seja transparente com o cliente, assim ninguém frustra no meio do caminho, e se você se manter firme poderá colher os frutos da sua estratégia, gerando um ROI positivo.

2 - Analise sua concorrência

Conhecer os inimigos é primordial para ganhar a guerra, não é? Por isso, faça uma pesquisa de onde e como seus concorrentes estão investindo e trabalhando para ter um norte de onde começar. Mas entenda: não basta ficar na sombra da concorrência, é preciso ir além!

Uma análise SWOT dos seus concorrentes pode ajudar a ter uma visão ampla do seu mercado e de quais são as possibilidades que estão sendo desperdiçadas. Analisando as forças e fraquezas, assim como as oportunidades e ameaças, você poderá entender como usar o diagnóstico a seu favor.

Além disso, produtos e serviços novos podem surgir analisando as demandas que os seus concorrentes não estão sendo capazes de atender.

Resumindo, o segredo do sucesso nas vendas está em entender o que estão fazendo e onde você pode ser melhor. O que nos leva ao próximo item! Se você gosta deste tema, conheça 8 ferramentas para você monitorar seus concorrentes.

Monitore o que o mercado está fazendo e veja como você pode adotar as boas práticas e o que pode evitar para não entrar em uma furada

Dizem que a grama do vizinho é sempre mais verde, não é mesmo? Mas qual o adubo ou tipo de grama eles utilizaram? Essa é uma reflexão que nunca é feita e poderia fazer com que a sua fosse ainda mais vibrante. No marketing digital não é diferente, é importante espiar o que os concorrentes estão fazendo e analisar onde há acertos e oportunidades para o seu negócio.

Utilize ferramentas

Existem algumas ferramentas que podem ajudar a levantar insights com base nas palavras-chave que os seus concorrentes estão utilizando para a produção de conteúdos ou otimização dos já existentes no seu blog, como SEMrush ou Keyword Planner do Google. Se você não pode investir no momento, é possível fazer uso das ferramentas de forma gratuita, porém com menos informações.

Fique de olho nas SERPs (Search Engine Results Pages)

Por mais simples que pareça, as páginas de resultados para as suas principais palavras-chave são um prato cheio para você tirar ideias. Quais são os primeiros resultados, o que eles têm em comum, o que o Google buscou para solucionar a dúvida do usuário, se existe algum featured snippet (posição zero do Google), quais os formatos utilizados... Essas são algumas das reflexões que você deve fazer para competir ou manter a sua posição.

3 - Seja data driven e oriente campanhas com base em números e não em achismos

Uma das facilidades que o marketing digital nos fornece é o acompanhamento em tempo real de todos os nossos esforços. Devemos usar isso a nosso favor para alcançar os resultados que esperamos.
Sabendo os números, é possível otimizar processos.

Ao fazer um blog ou site, por exemplo, é importante implantar uma ferramenta que monitore tudo o que ocorre nele desde o começo. Assim, você poderá acompanhar o número de visitantes, tempo em que ficam em cada página, taxa de rejeição, se o carregamento está lento, etc. Com todos esses números em mãos, ficará mais fácil de identificar quais as falhas o seu site ou blog tem e o que pode fazer para solucioná-las.

Um exemplo de uma boa ferramenta para a análise do seu site é o Google Analytics. Com ele você poderá acompanhar dados importantes além dos já citados acima, como o perfil de quem acessou, quais páginas visitou e as conversões geradas. Com essas informações, Você não terá desculpa para continuar nos achismos!

4 - Monte um planejamento de longo prazo e acompanhe a evolução

É importante montar um planejamento com metas claras, que no longo prazo deverão ser atingidas. Com elas em mente, será mais fácil de pensar de que forma alcançá-las com prazos curtos.

Imagine que você, em plena animação com a copa do mundo que se aproxima, resolve ir assistir aos jogos na Rússia. Compra as passagens, faz as malas e acha que está tudo certo para ver o Brasil ser campeão. Porém, chegando lá, percebe que a língua falada e a escrita são totalmente diferentes da sua. Com todas as placas escritas em alfabeto cirílico, não há Google Maps que salve a sua situação. O que faltou nessa viagem foi um planejamento prévio de longo prazo!

Voltando ao assunto, no planejamento de marketing digital, foque em quais estratégias trarão os resultados e quais momentos deverão ser executadas. Se você utilizar o marketing de conteúdo como forma de atração, monte um calendário editorial, com um fluxo de postagens, palavras-chave, datas e pessoas responsáveis.

Outro ponto importante é dividir o planejamento com sua equipe, fato indispensável para que todos estejam comprometidos a alcançar os resultados que você tem em vista.

Não esqueça também de acompanhar constantemente o seu progresso para saber onde está acertando ou errando. Dessa forma, você terá tempo de corrigir os erros antes que isso afete seu desenvolvimento, ou potencializar os acertos para crescer ainda mais rápido.

5 - Entenda como funciona marketing digital, não busque resultados milagrosos

“Estou fazendo tudo certo e ainda não alcancei os resultados que gostaria”, você pode estar se queixando, não é? Fique calmo! Os resultados podem demorar a chegar, mesmo com uma estratégia bem feita. O Marketing digital não é uma receita de bolo simples, ou seja: não basta colocar no forno e estará pronto!
O retorno não será imediato, mesmo utilizando mídias pagas. Porém, a longo prazo e com as técnicas aplicadas corretamente, você terá resultados duradouros que podem ser otimizados com o tempo. O que é bem melhor, não acha?

O marketing digital de performance tem o foco totalmente voltado para os resultados. Com relatórios, é possível observar quais campanhas estão dando certo, os canais de divulgação que geram um retorno melhor, os produtos e ofertas que convertem mais em sua campanha. Analisando esses dados de forma estratégica, é possível delimitar as ações que direcionam melhor o seu investimento.

Por exemplo, aqui na Hubify nós atendemos um cliente do zero, que não tinha qualquer presença digital. Em 6 meses aumentamos sua conversão em 730%. Mas para isso ser possível foram implementados vários testes como: mudanças na landing page, mudanças de palavras-chave, entrega de verba nos melhores dias, dentre várias outras estratégias para atingir mais resultados sem investir mais por isso.

Resumindo, todos os pontos acima (e os pontos abaixo) devem ser aplicados para que você não só atinja o sucesso com sua campanha, mas que esse sucesso seja duradouro e escalável.

6 - Foque nas métricas de resultado e fuja das métricas de ego

Com o número de informações que é possível obter com o marketing digital, fica fácil se perder. Muitas vezes você pode estar dando importância para uma métrica que nada tem a ver com os objetivos que você estabeleceu lá no início.

Como assim?

As métricas de ego ou vaidade são aquelas que não representam um resultado significativo para a sua empresa, como curtidas, seguidores e comentários. Elas não devem ser ignoradas, pois representam o engajamento com sua empresa. Mas atenção, apesar de terem sua importância, isso não quer dizer que elas aumentam suas vendas.

Foque nas métricas que indicam resultados relevantes e impactam diretamente nas vendas, também chamadas de KPIs, Key Performance Indicators. O ROI, CTR (taxa de cliques) e CAC (custo de aquisição de cliente), são algumas das métricas que você deve analisar e prestar muita atenção. Elas vão demonstrar se os seus resultados estão refletindo os seus esforços e de sua equipe.

7 - Otimize sempre!

Além de implementar e testar, otimizar é necessário para que o sucesso seja cíclico, duradouro e lucrativo para seu cliente. Por isso se faz importante várias otimizações (citadas abaixo, acima e não citadas no texto). Por isso deixamos esse ponto por último, por ser um dos mais importantes e dinâmicos. Dedique tempo, estude possibilidades, casos de sucesso, treine, teste e sempre otimize suas campanhas.

Veja algumas melhorias que você pode fazer:

Atualização do conteúdo

Independentemente do assunto de que se trata o seu blog, mudanças na forma de consumo ou no comportamento do seu lead acontecem o tempo todo. As atualizações do seu conteúdo podem tornar ele mais relevante e útil tanto pro usuário, quanto para os bots do Google, pois eles visam sempre o melhor resultado. Além de atualizar o conteúdo você atualiza o SEO e pode ganhar várias posições.

Inclusão de novas palavras-chave

Ao fazer uma pesquisa de palavras-chave potenciais e que seus concorrentes estão usando, você pode perceber o surgimento de novas long tails (palavra-chave maior, mais específica) que casariam perfeitamente com algum conteúdo já existente que poderia receber uma melhoria. Utilize como subtítulo ou desdobramento dentro do texto. Dessa forma, você poderá ranquear numa busca totalmente diferente da que estava visando quando o escreveu.

Atualização de meta descrição

As meta descrições não impactam diretamente no ranqueamento do seu site, mas quando um usuário faz uma busca no Google, o termo procurado aparece em negrito na descrição. Por esse motivo, uma descrição atrativa pode favorecer mais cliques para o seu site.

Otimização de campanhas

Se todas a boas práticas já foram implementadas na sua campanha e ainda assim você não está convertendo bem, algum problema pode existir e a melhor forma de identificar é fazendo testes. Troque o texto da sua campanha, altere o CTA (call to action), as cores e imagens utilizadas. Variações aparentemente pequenas podem fazer toda a diferença no resultado final.

Outras possibilidades são os melhores dias e horários, assim como o público-alvo, que podem não estar de acordo com a sua estratégia e, fazendo testes é possível identificar onde há o erro.

Mas atenção! Não faça todos os testes de uma só vez e lembre sempre de fazer a mensuração de cada uma das alterações em tempo para identificar qual a ação foi mais eficaz.

Gostou dessas dicas e quer saber mais sobre marketing de performance? Baixe agora mesmo o Manual Definitivo do Marketing de Performance e melhore os resultados da sua empresa!

Este artigo foi escrito por Fabio Duran, cofundador da Hubify, Agência de Marketing Digital de Performance.