/ Prospecção

Comprar mailing - A cilada mais tentadora

Todos sabem que comprar mailing é uma prática não recomendada, mas por ser a forma mais fácil de ter uma base de leads e começar a prospecção, ainda é bastante usada por diversas empresas que trabalham com vendas B2B.

Adquirir uma lista de e-mails geralmente se dá por duas razões:

1 - falta de conhecimento sobre o seu público: a ideia de vender para qualquer perfil é tentadora, pois o empreendedor tem a ideia (errada) que quanto mais abrangente ele for, mais dinheiro na mesa ele terá, o que é um ledo engano, pois quem vende para todos não se especializa em nada. O ICP - Perfil de Cliente Ideal deve ser mandatório no seu negócio;

2 - não saber encontrar possíveis clientes: a falta de conhecimento de canais, ferramentas e estratégias para conseguir obter clientes atrapalha a expansão da carteira.

A princípio, os primeiros clientes de uma empresa, surgem pela indicação de amigos e familiares ou os próprios se tornam os primeiros clientes. A longo prazo ter um número pequeno de clientes pode se tornar insustentável e até mesmo colocar em risco da empresa quebrar.

No desespero, comprar mailing se torna uma opção atraente para aumentar o número de clientes.

Comprar mailing ou não comprar... Eis a questão

Ao comprar mailing você acaba propagando a má fama que o outbound tem carregado há anos, e convenhamos, o coitado não tem culpa pela falta de estratégia e segmentação que a maioria deixa de criar na hora de usá-lo.

Você já deve ter recebido algum contato, seja por e-mail ou telefone, de uma empresa oferecendo serviços que nada tinham a ver com o seu perfil. Eu já passei por isso: recebi um e-mail de uma clínica de tratamento de disfunção erétil - eu não preciso dizer que eu jamais me cadastrei para fazer parte desse mailing, certo?

Você já deve imaginar qual foi o meu próximo passo ao abrir esse e-mail… Direcionei para o SPAM sem dó e nem piedade.

Quando uma empresa decide comprar mailing é exatamente isso que acontece: há contatos de todos os tipos, muitos que não possuem o perfil que você busca para o seu negócio e a imagem da sua empresa fica manchada por gerar um inconveniente completamente desnecessário.

O que parece ser uma solução imediata e eficiente, gera um problema a longo prazo

Vale dizer que além da falta de qualificação, comprar mailing é um assalto a mão armada e o ROI é tão baixo que as contas não batem no fim do mês.

Gere os seus próprios leads

Gerar os próprios leads é uma tarefa bastante trabalhosa, mas é mais eficiente do que comprar mailing.
Na geração de leads você tem a plena certeza da origem dos contatos e que o seu produto tem apelo.

comprar-mailing-1
Existem diversas formas para se conseguir leads, dentre elas:

Leads via ads

Anúncios nas redes sociais e no display do Google (AdWords) são opções interessantes para a aquisição de leads. Neste caso, os anúncios são pagos e os valores variam de plataforma e segmentação. O custo é mais baixo do que comprá-los.

Leads orgânicos

Os leads orgânicos são originados através do marketing de conteúdo (que se tornou popular com o Inbound Marketing) como blog post, materiais para download (e-books, webinar etc) e um bom rankeamento no Google. É uma excelente maneira de atração, se complementada com anúncios.

Hoje em dia o Inbound Marketing está bastante competitivo e leva em torno de alguns meses para começar a faturar. Já com o Outbound Marketing, você pode conseguir resultados mais rapidamente.

Leads via eventos

Eventos são ambientes propícios para se conquistar leads, por isso participar de um evento do seu nicho de mercado é uma forma excelente de captação.

É ciente que ter um stand tem um custo de valor considerável, portanto o planejamento aqui deve ser lei para não desperdiçar recursos, tempo ou oportunidade.
O ideal é que o planejamento permeie por pré-evento, evento e pós-evento e possa mesclar com o digital para obter resultados mais expressivos.

Você terá um mailing rico e poderá iniciar um relacionamento com quem de fato tem interesse no que você quer oferecer.

Leads via Outbound Marketing

Diferente do Inbound Marketing que possui uma comunicação mais passiva e que utiliza “iscas” para atração, o Outbound Marketing possui uma comunicação mais personalizada que foge do estilo do e-mail marketing e segue a linha de ir atrás do potencial cliente.

Neste caso, é você quem envia a mensagem e determina o timing com o seu lead. O marketing tradicional que durante anos foi feito via ligações telefônicas e malas diretas, ganhou uma nova roupagem com a metodologia do Aaron Ross e assim foi concebido o Outbound 2.0.

A metodologia envolve um time de vendas com profissionais dedicados para cada etapa de vendas, além do uso de coldmails.

Comprar-mailing-banner

A importância de leads qualificados ainda é um assunto que gera muitas dúvidas para muitas empresas, mas entenda: sem leads qualificados não é possível criar uma máquina de vendas e muito menos manter um negócio de pé.

Vimos que comprar mailing não há qualificação, a exclusividade é zero e possui um alto custo. Gerar os seus próprios leads é a única forma para se ter leads qualificados e tornar a sua receita previsível.

Portanto, quando alguém sugerir que “comprar mailing é a saída”,“corre que é cilada, Bino!”