/ Hipercrescimento

HIPERCRESCIMENTO #6 - Redes: Inbound Marketing

Leads redes são do tipo um para muitos usando Inbound Marketing, eventos online e presenciais, além de publicidade digital.

EchoSign, HubSpot e o Marketo são exemplos de empresas de fora que criaram negócios usando principalmente leads do tipo redes. Já aqui no Brasil temos empresas como Resultados Digitais e Rock Content que se consolidaram como autoridades em seus segmentos de atuação através de conteúdo e marketing digital.

Uma vantagem do inbound é que diferente do outbound, ele funciona para qualquer ramo empresarial.
O objetivo principal de uma estratégia inbound é atrair, cativar e educar os leads para que queiram cada vez mais de sua empresa até fechar propriamente uma venda. E fechar uma venda com um lead que já foi educado traz mais facilidades, pois o cliente já conhece bem a sua empresa, o produto e tem um interesse genuíno.

Para a execução de uma estratégia inbound as ferramentas são blog posts, presença nas redes sociais que fazem sentido para o seu negócio e que provavelmente o seu público-alvo está lá, materiais para download como e-books, webinars, anúncios nas redes sociais ou Google.


“É mais importante se envolver nas mídias sociais só quando isso fizer sentido. Não entre na onda só porque todo mundo está nela.” - Rand Fishkin

Prós: geralmente é uma forma fácil de gerar um grande volume de leads e estes são totalmente mensuráveis;

Contra: engana-se dizer que estes leads são “gratuitos”. Gerar leads nessa estratégia acarreta altos custos fixos como tempo e salários, baixas taxas de conversão.

HIPERCRESCIMENTO - Redes: Inbound Marketing

Inbound Marketing: um manual em quatro lições

Lição 1: comece com os estágios de compra dos seus clientes

O seu conteúdo deve ajudar o cliente a considerar, decidir e comprar o seu produto. Mas conteúdos diretos como “veja como o produto é incrível”, “aprenda a usar esse produto maravilhoso aqui” não trarão resultado e nem estabelecerá uma relação de confiança. Isso se explica na lição 2.

Lição 2: o conteúdo ainda é rei

O conteúdo ainda é rei e produzi-lo deve ser algo feito com minúcia, estudo e que realmente entregue valor e algo novo ao seu prospect.

O seu conteúdo deve torná-lo uma autoridade no ramo que atua e isso não se dará com conteúdos que se autopromovam. E sim ao mostrar o seu domínio no nicho de atuação e em como curar a dor do cliente através de conteúdos ricos, inteligentes e que saem do “mais do mesmo”, algo que já se tornou maçante na internet. Seja consistente.

Lição 3: a magia de alimentar esquilos

Ross dá um exemplo bastante interessante que fortalece a lição 2: imagine que você está numa floresta e veja um esquilo (cliente). Quando o profissional de vendas ou marketing o vê, oferece muitas pizzas diferentes ao esquilo. Mas como o esquilo não o conhece, amedrontado, foge correndo. Mas e se o profissional pegar uma fatia de pizza saborosa e colocar em um lugar para o esquilo comer e se afastar, aguardando pacientemente para que o esquilo coma?
Provavelmente o esquilo ficará atraído pela pizza e comerá tudo. Após isso você pode oferecer mais, repetindo a mesma dinâmica até que o esquilo se sinta confortável na sua presença e confie em você e coma na sua mão.

Traduza isso para conteúdo e ofereça conteúdos fáceis para os seus leads, e caso eles queiram mais, ofereça conteúdos maiores.

Lição 4: o mantra de Aaron - não se preocupe, seja humano

As pessoas querem ouvir pessoas e não máquinas. Por isso contatos que sejam mais humanizados, personalizados e que fogem da linguagem publicitária e marketeira, atraem e convertem mais.

Convite em HTML
Taxa de abertura: 13,2%
Taxa de cliques: 1,8%
Novos cadastrados: 20

Convite "pessoal"
Taxa de abertura: 15,3%
Taxa de cliques: 4,1%
Novos cadastrados: 60

Crie conexão com os seus clientes, não fale apenas de números, vendas, negócios... Vá um pouco além em momentos oportunos e estabeleça um diálogo mais leve. Nessas conversas é possível encontrar gostos em comum e isso fortalece ainda mais o laço entre você e o seu cliente.

Quando você não tem dinheiro e tem pouco tempo

Existem algumas lendas no marketing que precisam de uma vez por todas serem desmistificadas:

“crie e eles virão” - não é assim que acontece

“quanto mais, melhor” - isto é bastante relativo

“os inbounds leads são gratuitos” - definitivamente não são, veja o contra mostrado logo acima

“deveria ser mais rápido” - expectativa alta gera grande frustração

Você precisa ter em mente que criar uma estratégia inbound crendo nessas lendas urbanas não darão o resultado que você espera e logo você se desmotivará a continuar a empregar energia e investimento.

Antes disso acontecer, siga os próximos passos:

Passo 1: escolha só uma coisa para ser o seu “bolo”

Se você está sobrecarregado em ter que produzir conteúdo para tantas plataformas diferentes, além de conduzir eventos e muito mais, escolha uma única coisa para se concentrar e fazer bem feito.

Passo 2: empenhe-se em promover a clareza em eventos ao vivo

Ao realizar eventos presenciais ou webinars, produza-os para o seu público e não para você. Faça as seguintes perguntas: quem eu quero que compareça? Por que as pessoas viriam e o que elas ganham com isso? O que eu quero que elas façam depois?

Passo 3: os parceiros facilitam o marketing

Trabalhar com parceiros que já possuem o público relevante para o seu nicho aumenta o alcance da sua marca e conhecimento do produto.
É muito comum produzir conteúdos para o blog de parceiros e eles fazerem o mesmo para o seu. Essa é só uma ideia de milhares para ajudar a você alcançar o sucesso mais rapidamente.

Passo 4: avance para o infinito e repita

Repita a sua “coisa principal” aperfeiçoando sem cessar. Leve o tempo que puder, mas faça.

HIPERCRESCIMENTO #6 - Redes: Inbound Marketing
Compartilhar isso